Há uma sombra que ronda os espíritos humanos. É o espectro do fracasso. Felizmente, não faltam grandes exemplos de jovens visionários para mostrar o caminho do sucesso, como relatam famosas revistas de negócios por meio de dezenas de estrelas brasileiras nascentes. Esses verdadeiros apêndices ao Cruzeiro do Sul podem no início intimidar, mas basta abrir os olhos para ver que os louros estão ao alcance de todos. De fato, ao contrário do que se pensa, esse caminho é curto e simples, ainda mais no nosso país abençoado, desde que você realmente acredite no seu potencial e seja capaz de seguir estes 12 pontos cientificamente elaborados:

  1. Primeiramente, não construa nada nem seja original, mas pareça construir algo nunca dantes visto. Ninguém que efetivamente trabalhe tem tempo para parecer um sucesso — e uma aparência suficientemente lapidada é simplesmente indistinguível do objeto legítimo.
  2. Seja rico e, na medida do possível, também belo. Falhando isso, invista pesadamente na sua própria monstruosidade, faça da sua pobreza ou deformidade uma virtude, coloque-se como a filha do lodo, a princesa dos esgotos, que, apesar de tudo, venceu o mundo.
  3. Não ganhe dinheiro, ganhe popularidade. Você sempre pode enganar um próximo cliente ou investidor se continuar popular, mas se buscar primeiramente o lucro estará constantemente a um passo do precipício definitivo. Lembre-se também que é de mau gosto falar em dinheiro e você não quer ter mau gosto.
  4. Adote algum grupo oprimido pelo qual lutar, preferencialmente que não esteja já na alçada de alguém, encontre seu nicho de mazelas. Indigne-se com a condição miserável desses infelizes, aumente tudo o que puder, grite com quem não quiser ouvir, escreva a história de suas desgraças. Em suma, reclame incessantemente e mostre que você é de algum modo a solução dessa tragédia humanitária. Se você for um deles, tanto melhor, tem-se junto uma história de superação.
  5. Palavras têm poder. Use algumas dessas regularmente e de modo enfático: empoderamento, disruptivo, social, sinergia, exponencial, transformativo, visionário, líder, ágil, lean, inovador, revolucionário. Há muitas outras, com variados graus de pervertibilidade, e você mesmo pode inventar seu léxico evangelizador. Seja qual for sua preferência vocabular, nunca se esqueça de afirmar para quem quiser ouvir (e para quem não quiser também) que você está aqui para mudar o mundo, nada menos do que isso servirá para alguém tão motivado quanto você.
  6. Não seja óbvio, não permita que penetrem nas profundezas do seu plano e do seu ser. Nada deve fazer sentido e ainda assim tudo deve ser coerente. Ninguém admira aquilo que é capaz de compreender e a razão é simples: o impossível é evidentemente mais valioso do que o possível.
  7. Venda esperanças vagamente plausíveis, mas fundamentalmente falsas. Prometa uma educação completa em apenas uma semana intensa, uma cura repentina à base de frutos exóticos, um iminente apocalipse movido a inteligência artificial ou um sucesso genérico em 12 passos bem trilhados. Só é improvável aquilo que não se pode afirmar com convicção. A racionalidade humana é uma conhecida superstição.
  8. Não tenha preconceito contra o verdadeiro. Para ser resiliente, o portfolio ideal inclui um pouco de tudo. A mentira é a espada que lhe abre o caminho, a verdade é o escudo que lhe protege dos sensatos. O cão que morde sempre tem uma cauda para abanar em caso de necessidade.
  9. Invente um passado interessante e exagere qualquer coisa respeitável que tenha feito. Se você fez um curso online de Stanford no YouTube, repita sempre que estudou em Stanford e insista que a educação lá é muito melhor do que a da USP; se seu pai alguma vez lhe disse algo que lhe deixou triste, conte como sua infância foi dolorosa e nela encontrou sua motivação transformativa; se comeu um yogurt no escritório da Apple ou do Google, proclame que isso mudou seu entendimento da sociedade para sempre.
  10. Existe o Bem e o Mal. Você é o Bem, portanto seus opositores são o Mal. Quem poderia ser contra a saúde disruptiva? Contra a eliminação exponencial da fome? Contra a sinergia entre o social e o capital? Contra o empoderamento dos humildes? Ninguém, exceto Satanás.
  11. Contrate uma boa assessoria de imprensa. A crença na queda do jornalismo profissional por conta da Internet é um grande engano. Nada impulsiona mais uma carreira do que um jornalista deslumbrado com seus feitos, por menores que sejam, principalmente quando lhe são narrados via um email de alguém bem conectado e um follow-up telefônico gentil.
  12. Finalmente: sintetize todo o seu sistema com um derradeiro passo, um guia para seus fiéis. Relate a sua luta e faça dela a luta de todos. Escreva listas com dicas milagrosas para fácil consumo das massas. Porém, jamais publique algo efetivamente sério ou com sabores intelectuais genuínos; em particular, nunca faça referências a Nietzsche. Fuja, sobretudo, de qualquer rigor acadêmico, científico ou técnico.

Há quem se arrisque a seguir apenas algumas dessas dicas fundamentais, resultando em diversos níveis de triunfo e tragédia. Porém, como disse um santificado par de especialistas dos negócios lean, o caminho para o sucesso é bem viajado e bem compreendido. Existe um caminho verdadeiro e repetível para o sucesso. Essas simples dicas, se seguidas por inteiro, formam o elusivo caminho infalível. O fracasso, portanto, só pode ser culpa sua.